Sete Minutos Depois da Meia-Noite por Patrick Ness

Sinopse
"Conor é um garoto de 13 anos e está com muitos problemas na vida. 
A mãe dele está muito doente, passando por tratamentos rigorosos. Os colegas da escola agem como se ele fosse invisível, exceto por Harry e seus amigos que o provocam diariamente. A avó de Conor, que não é como as outras avós, está chegando para uma longa estadia. E, além do pesadelo terrível que o faz acordar em desespero todas as noites, às 00h07 ele recebe a visita de um monstro que conta histórias sem sentido.
O monstro vive na Terra há muito tempo, é grandioso e selvagem, mas Conor não teme a aparência dele. Na verdade, ele teme o que o monstro quer, uma coisa muito frágil e perigosa. O monstro quer a verdade. "






Autor: Patrick Ness
Editora: Novo Conceito
Ano: 2016
Páginas: 160
Gênero: Infanto-juvenil/Drama
    

Sete Minutos depois da Meia-Noite é o mais novo lançamento do Patrick Ness no Brasil pela Novo Conceito. O autor também já publicou aqui a trilogia Mundo em Caos pela Pandorga e agora tem seu trabalho aqui pela Novo Conceito com esse e Mais do Que Isso que sai em breve.

Li O Motivo tem algum tempo e amei a escrita doce e maravilhosa desse autor, foi um livro fantástico e estava louco pra ler mais alguma coisa dele. 

Esse livro foi lançado aqui no Brasil já tem um tempo pela editora Ática como O Chamado do Monstro, mas foi pouco valorizado e distribuído, sendo assim, era impossível encontrá-lo nas livrarias.  Até que com a adaptação, o livro esta sendo relançado pela NC e é um livro lindo que todo mundo deveria ler.

Sete Minutos depois da Meia-Noite conta a estória do Conor. Ele está passando por um momento muito delicado na sua vida, a sua mãe está em processo de câncer muito avançado, além disso, ele não tem a presença do pai em casa que se mudou para os Estados Unidos e não esta sendo fácil aguentar a perseguição dos colegas na escola.
Até que um monstro aparece na sua janela enquanto ele dorme. 
É então que ele precisa contar a verdade ao monstro. 

A premissa do livro veio da ideia de Shioban Dowed. Ela tinha a premissa e o começo do livro mas infelizmente morreu antes de terminá-lo. Patrick Ness então foi chamado para terminar tudo.

Não tenho palavras pra dizer o quanto este livro é lindo. Não tinha muitas expectativas e acabei sendo arrebatado por uma trama muito delicada e tratada de uma forma doce e sóbria.



A narrativa do autor é super simples e bem dosada, os capítulos curtos e quando você vê, o livro já acabou. O autor tem o talento nato de prender o leitor entre as páginas e isso é algo fascinante de se observar.

Os personagens não são muito profundados além do Conor mas achei interessante como o autor não os deixa de lado ainda assim, sendo eles todos importantes para o enredo e para a mensagem que ele quis passar de alguma forma.

A metáfora desse monstro e de como todos nós temos que lidar com os nossos próprios monstros todos os dias é algo deixado nas entrelinhas e em nenhum momento algo forçado, afinal, o autor aborda vários temas importantes de uma forma tão original que fica difícil não se encantar.

De modo geral, esta é uma leitura para todas as idades, de interpretação livre e que conquista qualquer leitor que esteja de peito aberto á essa estória. Não vejo a hora de ver o filme (trailer) e ver como o Conor ficou nas telonas. 
Um infanto-juvenil dilacerante e aconchegante. Muito bom!.

Comentários

  1. Oi Guilherme!
    Sabia que o nome do autor me era familiar, mas não sabia de onde o conhecia. Depois lembrei de ter visto inúmeras resenhas positivas à serie Mundo em Caos, mas não cheguei a ler.
    Esse novo livro também parece interessante e um bom jeito de conhecer a narrativa do autor.
    Beijos,
    alemdacontracapa.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é Mari! espero que goste desse como todo mundo :)
      Um beijo

      Excluir
  2. Oi, Gui!
    Esse livro é lindo mesmo né, quando terminei de ler ele fiquei me perguntando por que não teve sucesso inicialmente. Mas que bom que mais pessoas puderam acompanhar agora porque assim como você tive essa interpretação em relação ao monstro. Eu entendo que nosso medo pode ser um monstro e você encará-lo de frente é um passo para a resolução de nossos problemas.

    Ótimas leituras.
    Bjão.
    Diego, Blog Vida & Letras
    www.blogvidaeletras.blogspot.com

    ResponderExcluir
  3. Imaginava que fosse um terror. Pela sua resenha e pelo trailer parece ser muito, muito lindo.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

DEIXE A SUA OPINIÃO!

Postagens mais visitadas deste blog

Os Lançamentos de Julho | 2016

Sumiço, Mudanças + O Que ando lendo