O Príncipe da Névoa por Carlos Ruiz Zafón


Sinopse
"A nova casa dos Carver é cercada por mistério. Ela ainda respira o espírito de Jacob, filho dos ex-proprietários, que se afogou. As estranhas circunstâncias de sua morte só começam a se esclarecer com o aparecimento de um personagem do mal - o Príncipe da Névoa, capaz de conceder qualquer desejo de uma pessoa, a um alto preço."











Autor:  Carlos Ruiz Zafón
Editora: Suma de Letras
Ano: 2013
Páginas: 283
Gênero: Fantasia/ Infanto Juvenil
        

O Príncipe da Névoa é o primeiro romance escrito pelo Zafón, ele escreveu em 1993 e recebeu bastante reconhecimento pela obra. O livro foi lançado ano passado aqui no brasil pela Suma e teve uma boa receptividade pelos leitores.Alem de ser o primeiro livro do autor esse também foi a meu primeiro contato com ele, sempre quis ler algo do Zafón e decidi começar por ele. E acho que foi a decisão certa.

O livro conta a história de Max Carver, que se muda para um vilarejo no litoral junto com sua família, e descobre que a nova casa tem história. Na parte de trás da casa existe um estranho jardim, com aparência abandonada, estranhas estátuas e símbolos desconhecidos.
Suas irmãs e o próprio Max começam a ter experiências assustadoras, mas existe mistério no vilarejo também. Max conhece um rapaz chamado Roland, que o apresenta a um estranho barco naufragado, repleto de coisas, no qual, em uma tempestade, quase toda a tripulação morreu, restando somente um homem, que comanda o farol do lugar.

Não sei nem como dizer o quanto adorei a leitura desse livro, alem de ser um infanto-juvenil com um clima de mistério, o livro se passa em 1943; fator que só me fez amar ainda mais a estoria.

A narrativa do Zafón é linda e magnânima em muitas diferentes maneiras, o autor mescla as vozes dos personagens de uma maneira sutil e sofisticada, o tom que ele usa passa uma sensação de leveza e faz com que o leitor não desgrude do livro em momento algum.

É uma leitura rápida e prazerosa. A maneira como o autor leva o livro e o fato de ele ter 180 paginas são alguns dos motivos que faz com que você se afeiçoe ao contexto abordado rapidamente.

Os personagens são belamente bem explorados, seus respectivos psicológicos não são deixados de lado e ate mesmo os secundários são bem usados e no tempo certo, sem comprometer o foco da narrativa. Achei bem legal o autor, apesar das poucas paginas, conseguir mostrar bem e rapidamente os nossos protagonistas. Max, Roland e Alicia são amor demais <3.

O livro pra mim foi 4 estrelas pela experiência que tive com a leitura, o autor traz uma narrativa muito agradável e acima de tudo uma estoria original e bem criada, sem deixar pontas soltas.

Recomendadíssimo pra quem esta procurando uma leitura rápida, gostosa, e que de leves arrepios e te segure o tempo todo. 
Zafón com certeza já entrou no hall dos meus escritores favoritos.

Comentários

  1. Muito boa a resenha como sempre, irmão! ;)

    Meu blog: http://umbookaholic.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  2. Olá :) é a primeira vez que visito o seu blog e adorei. Já quero ler esse livro, captou a minha atenção.

    Beijos
    thatstory1.blogspot.com

    ResponderExcluir
  3. Oii Gui!
    Ahhh, estou tentanda a invedir a estante do meu pai e começar a leitura se Zafon!
    sua resenha me animou mais ainda, mostra que não é apenas um escritor de um sucesso, mas sim me merecida aclamação! :)
    Acho que em breve darei uma chance a ele!

    Um beeijo Lara.
    Blog Meus Mundos no Mundo | | Página Coração Furta-Cor

    ResponderExcluir
  4. Oi!

    Gostei bastante da sua resenha, não conhecia o livro. Fiquei bem curiosa pra ler!

    Beijos, Kamila

    www.vicio-de-leitura.com

    ResponderExcluir
  5. todos falam do Zafón, eu infelizmente ainda não li para formar uma opinião
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Postar um comentário

DEIXE A SUA OPINIÃO!

Postagens mais visitadas deste blog

Sumiço, Mudanças + O Que ando lendo

Lembrança por Meg Cabot

Os Lançamentos de Julho | 2016