Silo por Hugh Howey

Sinopse
"O que você faria se o mundo lá fora fosse fatal, se o ar que respira pudesse matá-lo? E se vivesse confinado em um lugar em que cada nascimento precisa ser precedido por uma morte, e uma escolha errada pode significar o fim de toda a humanidade?Essa é a história de Juliette. Esse é o mundo do Silo.
Em uma paisagem destruída e hostil, em um futuro ao qual poucos tiveram o azar de sobreviver, uma comunidade resiste, confinada em um gigantesco silo subterrâneo. Lá dentro, mulheres e homens vivem enclausurados, sob regulamentos estritos, cercados por segredos e mentiras.
Para continuar ali, eles precisam seguir as regras, mas há quem se recuse a fazer isso. Essas pessoas são as que ousam sonhar e ter esperança, e que contagiam os outros com seu otimismo.
Um crime cuja punição é simples e mortal.
Elas são levadas para o lado de fora.
Juliette é uma dessas pessoas.
E talvez seja a última."

Autor:  Hugh Howey
Editora: Intrínseca
Ano: 2014
Páginas: 500
Gênero: Ficção científica/Distopia
          

Silo é um livro enquadrado no gênero distópico/ficção científica, lançado em março aqui no Brasil pela editora Intrínseca. O livro recebeu inúmeros elogios quando foi publicado primeiramente em e-book e desembarca por aqui com criticas também positivas.

O silo em sí é uma construção subterrânea imensa, ela é dividida em vários setores como suprimentos, mecânica, TI, fazendas hidropônicas entre outros. O motivo dessa construção seria que o nosso ar se tornou impróprio, ele contém vários vírus tóxicos que leva a morte de quem o inala.
Dentro desse silo tudo é muito organizado e o governo que o comanda é bem opressor. Temos prefeitos, delegados, xerifes e outros que são responsáveis por manter tudo organizado e na rédia.
Além disso várias leis rígidas foram feitas para manter a ordem.
Existe também  a limpeza que é feita por alguem que fez algum delito no silo e é obrigado a subir na superfície e limpar os visores das câmeras que captam imagens do que como esta tudo lá fora. 

O livro me despertou a curiosidade assim que li sobre o que ele se tratava, apesar de ter feito muito sucesso lá fora só fui saber de sua existência quando a editora anunciou o lançamento.
As minhas expectativas estavam super altas e foram todas correspondidas, o livro é sensacional!.

A narrativa do autor é em terceira pessoa e nas primeiras 100 páginas tem um ritmo lento, o ritmo só aumenta mesmo depois disso.
A forma como o autor escreve é única e cativante, ele constrói seus personagens de uma maneira rápida e muito inteligente, o desenvolvimento é aparente.

Silo é uma distopia adulta o que significa que aqui não tem triângulos amorosos, a personagem principal não é adolescente e o foco não é só nela. Acho que foi isso o que me fez gostar mais do livro, os personagens típicos de distopia jovem adulto já deu uma cansada e encontrar Juliette, com seus 34 anos e mecânica, foi muito surpreendente e nem um pouco difícil de se adaptar.

O que mais me deixou perplexo, admirado e de queixo caído com o livro foi o quão genial esse autor é. Toda a trama é incrivelmente bem planejada e bem construída, cade detalhe tem um significado, foi tudo tão milimétricamente bem pensado que é impossível não querer bater palmas pro autor assim que você se da conta de todo o sentido do livro.

Tudo tem explicação, como disse ali em cima sobre a limpeza, as pessoas que cometem delitos são obrigadas a subir e limpar os sensores mas, se ele já foi expulso, pra que limpar?. Sim, isso tem explicação. (E ela é genial).

Nesse primeiro livro da série detalhes como o que aconteceu com o mundo lá fora, em que ano o silo foi construído, como foi construído, como tudo ocorreu etc. não é explicado de uma maneira muito ampla mas tenho certeza que isso será mais explorado nos próximos volumes. 
O final é de tirar o folego e me deixou roendo os dedos de ansiedade para ler o próximo. 

Silo é uma leitura sem igual, nunca cheguei a ler algo tão focado, estruturado e bem escrito entre os livros de ficção científica. Super recomendado para os fãs do gênero, Silo só não cativa quem não para pra pensar na extensão de tudo criado pelo autor. Muito bom.

Comentários

  1. Oi Guilherme!
    Eu também gosto de ficção científica e distopia... Não li esse livro, mas pela resenha já sei que vou gostar!

    Beijos,
    Sora - Meu Jardim de Livros

    ResponderExcluir
  2. Adoro esse tipo de leitura distópica. Quando fui à Bienal vi ele e pensei em comprar, mas voltei atrás. Mas ultimamente ouvir tanta gente falar bem dele que estou pensando de novo em comprá-lo. Sua resenha só me deu mais vontade de lê-lo.Parabéns!

    www.umolhardeestrangeiro.blogspot.com

    ResponderExcluir
  3. Olá, Guilherme.
    Adorei seu ponto de vista sobre Silo.
    Não sei, mas algo no livro me passa a ideia de que posso vir a ser uma leitura cansativa, mas como eu disse é uma ideia.
    Enfim, futuramente posso dá a chance ao mesmo. Até mais. http://realidadecaotica.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Oie Guilherme =)

    Confesso que não tenho muito interesse em ler esse livro, mesmo gostando da temática que ele aborda. Quem sabe mais para frente ele consiga me chamar a atenção.

    Ótima resenha!

    Beijos;***

    Ane Reis.
    mydearlibrary | Livros, divagações e outras histórias...
    @mydearlibrary


    ResponderExcluir
  5. caracas ao quadrado!!! meu, eu amo esse autor sem nunca ter lido nada dele - muito falam que john green é demais e isso e aquilo, cheio de simpatia e uma personalidade tal tal tal, mas é o hugh lindo howey que é assim.
    não li (Silo), tenho em casa, mas quero que seja meu primeiro livro de 2015 e assim não precisarei ficar por muito tempo esperando o segundo volume da série.
    ótima resenha.


    gabryel fellipe

    ResponderExcluir
  6. Ouvi maio superficialmente sobre esse livro a uns meses, mas você me deixou verdadeiramente curioso... já está na lista... bela resenha!
    Grande abraço!!!

    Leitor Antissocial

    ResponderExcluir
  7. Oi, Guilherme! Esse livro está na minha há um bom tempo, ainda não consegui comprá-lo mas espero fazer isso logo, pois tenho muita vontade de ler ele! Adorei a resenha! :)

    Abraço

    http://tonylucasblog.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Agora que estou começando a entrar na onda das distopias, então Silo fica pra depois. Mas, tá anotado como ótima opção, ok Guilherme?

    Abraços
    http://garotodelinhas.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah, super novidades no GDL: http://garotodelinhas.blogspot.com.br/2014/12/cinco-quatro-tres-dois.html

      Abraços

      Excluir
  9. Olá,
    Eu ganhei esse livro em uma promoção e até hoje não tive tempo de ler, mas parece ser mesmo muito bacana e sua resenha foi super animada.
    Beijos.
    Memórias de Leitura - memorias-de-leitura.blogspot.com

    ResponderExcluir

Postar um comentário

DEIXE A SUA OPINIÃO!

Postagens mais visitadas deste blog

Sumiço, Mudanças + O Que ando lendo

Lembrança por Meg Cabot

Os Lançamentos de Julho | 2016