Fragmentados por Neal Shusterman

Sinopse
"Em uma sociedade em que os jovens rejeitados são destinados a terem seus corpos reduzidos a pedaços, três fugitivos lutam contra o sistema que os fragmentaria .
Unidos pelo acaso e pelo desespero, esses improváveis companheiros fazem uma alucinante viagem pelo país, conscientes de que suas vidas estão em jogo. Se conseguirem sobreviver até completarem 18 anos, estarão salvos. No entanto, quando cada parte de seus corpos desde as mãos até o coração é caçada por um mundo ensandecido, 18 anos parece muito, muito longe.
O vencedor do Boston Globe-Horn Book Award, Neal Shusterman, desafia as ideias dos leitores sobre a vida: não apenas sobre onde ela começa e termina, mas sobre o que realmente significa estar vivo."




Autor:  Neal Shusterman
Editora: Novo Conceito
Ano: 2015
Páginas: 368
Gênero: Distopia
    

Já faz algum tempo que vejo ótimos comentários em relação a esse livro, todo mundo lá fora diz ser incrível e assim que soube do lançamento nacional fiquei extremamente feliz e curioso para conferir se era isso tudo.

Fragmentados é o primeiro livro de uma distologia, esse livro tem começo meio e fim mas existem outros 3 na frente dele que segue a estória com outros personagens mas nesse mesmo universo criado pelo autor, ele escreveu o primeiro volume em 2007 e voltou a publicar livros nessa série em 2012.

Fragmentados se passa em um cenário futurístico onde os pais podem vender seus filhos entre 13 e 18 anos para o governo para serem fragmentados, ou seja, o governo pode cortar pedaços do corpo da pessoa e vender para vítimas de acidente, deficientes e pessoas que precisem (ou querem) de um órgão novo.

Nessa trama seguimos três personagens principais, Connor, Risa e Lev. O Connor é um menino normal mas sempre causa uma confusão ou outra, por motivos financeiros sua família decide vende-lo para a fragmentação, ele descobre três semanas antes e decidi fugir para não fazer a cirurgia. Risa é uma menina exemplar que vive em uma Casa Estadual financiada pelo governo desde que nasceu e foi abandonada por sua mãe, ela é uma ótima pianista mas por "corte de gastos" o governo decide manda-la para a fragmentação. Ela reluta mas não há nada a se fazer.
Lev é um caso completamente diferente. Ele nasceu para ser um dizimo, seus pais e a igreja o conceberam para isso, ele vê a fragmentação como um ato de bondade e de retribuição, apesar de nervoso, está feliz com a cirurgia.
Esses três jovens acabam se cruzando inesperadamente e se juntam em uma insana viajem pelo país para fugir da fragmentação até completarem 18 anos. Mas 18 anos está muito longe.

A ideia do autor é insana e absurdamente diferente de tudo que já li, fiquei bem curioso pra saber como ele iria desenvolver isso e gostei do resultado.



A narrativa do autor é separada pelo ponto de vista individual de cada personagem em terceira pessoa, o autor não usa só os três personagens principais para desenvolver a trama, ele usa também pontos de vistas de vários personagens ao redor fazendo com que o leitor tenha uma visão ampla do todo o desenrolar. Essa foi uma jogada que me deixou bastante satisfeito pois o autor cria várias subtramas e ver isso pelos olhos dos respectivos personagens fez com que eu entendesse tudo melhor.

O fator distopia infelizmente é deixado um pouco de lado por Neal Shusterman, o autor se concentra mais em desenvolver os personagens e os sentimentos deles em relação a fragmentação, apesar de gostar de ver como eles se sentiam, confesso que fiquei chateado por ver pouco desse futuro criado pelo autor, sabemos pouco em relação ao estado físico dele, acho que o autor retrata mais isso nos outros volumes.

O desenvolvimentos dos personagens é perceptível e ótimo de se acompanhar, simpatizei com todos e Risa foi a minha favorita, apesar de não ter gostado muito do Lev por ele aceitar a fragmentação e achar o gesto caridoso, mas o autor desenvolve muito bem a família, como ele foi criado e as convicções dele, tenho por mim que fazer o leitor desgostar do Lev seja uma jogada proposital, e muito bem bolada.

O ritmo de leitura é muito acelerado, sabe quando já nas primeiras páginas o autor te fisga e você fica louco pra saber onde aquilo vai dar e não desgruda do livro? pois então, Neal cativa rapidamente o leitor com seus capítulos rápidos e uma trama infestada de ação. 
Tenho que destacar que o ritmo decai um pouco lá pela metade do livro, mas depois o livro voltar a ser acelerado.

Fragmentados foi um livro que me surpreendeu positivamente, ação o tempo todo, uma ideia diferente e uma atmosfera única que faz com que você transite rapidamente pelas páginas.
Pelo ritmo de narrativa decair ao longo da leitura e o fator politico do lado distópico do livro ser pouco desenvolvido ele leva 4 estrelas. Ainda assim, é um livro que trata de um tema importantíssimo com o publico jovem-adulto, afinal de contas, pode parecer, mas a fragmentação não é uma ideia tão maluca assim. Recomendo!.

Comentários

  1. Oii, Guilherme.
    Tudo bem? Olha, curti muito o que voce disse sobre o livro, mas nao consegui interessar na leitura. Não faz muito meu estilo.

    Abraço
    mundoemcartas.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  2. Oiie Gui, nunca tinha ouvido/visto falar desse livro, confesso que fiquei bastante curioso pra ler ele, parece ser um livro muito bom e é do jeito que eu gosto: ação o tempo todo, depois irei pesquisar mais sobre ele.

    Abraço!
    meumundoraay.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  3. Olá Guilherme, como está?
    Nunca tinha ouvido falar desse livro, mas após as 3 primeiras linhas, acabei me interessando!
    xoxo
    http://decorouotalbolero.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Oi, Guilherme! Tudo bem? Huuum então quer dizer que o livro tem começo, meio e fim, mas continua em outros livros com outros personagens? Interessante. Isso, somado ao fato do livro ser uma distopia me fez querer lê-lo! Adorei a resenha! :)

    Abraço

    http://tonylucasblog.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Tony!
      Que legal!, fico feliz em saber :)

      Excluir
  5. Gui esse livro é novo pra mim. Nunca ouvi falar nem li resenhas sobre ele. Gostei da premissa e parece ser ação pura. Bem tenso também. Gostei da sua resenha e quero fazer a leitura. Coloquei na lista.

    Abraço, GUI

    Diego,Blog Vida & Letras.
    http://blogvidaeletras.blogspot.com

    ResponderExcluir
  6. Oie!
    Estou com esse livro aqui, mas ainda não consegui fazer a leitura.... Mas pelo jeito, vou gostar \o/
    Bjks!
    http://www.historias-semfim.com/

    ResponderExcluir
  7. Oi Guilherme, tudo bem?
    Gostei muito de ler sua resenha. É a primeira que leio sobre o livro e só fez me deixar mais ansiosa pela leitura.
    Recebi ele para resenha e estou doida que chegue a vez dele...
    Abraço e sucesso!
    Lia Christo
    www.docesletras.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que legal Lia! espero que goste!
      Obrigado :)

      Excluir
  8. Gostei da resenha Guilherme. Não sou muito fã de distopias, mas ouvi tanto comentários e burburinhos positivos a respeito deste livro que decidi solicitá-lo para a editora. Abraço!

    www.newsnessa.com

    ResponderExcluir
  9. Olá!

    Amo distopias, essa é a primeira resenha que li dele. Gostei do seu texto. Mas, sabe que, se você parar pra pensar, muitas pessoas são fragmentadas atualmente, conhecemos como tráfico de órgãos. Vou anotar na minha lista!

    resenhaeoutrascoisas.blogspot.com

    ResponderExcluir
  10. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  11. Estou mais empolgada para ler esse livro após ler sua resenha. :)
    SUA ESTANTE
    Gatita&Cia.

    ResponderExcluir
  12. Estou mais empolgada para ler esse livro após ler sua resenha. :)
    SUA ESTANTE
    Gatita&Cia.

    ResponderExcluir
  13. Estou mais empolgada para ler esse livro após ler sua resenha. :)
    Quero muito assistir essa animação!

    SUA ESTANTE
    Gatita&Cia.

    ResponderExcluir
  14. Distopias <3
    Tbm estou muito curiosa pra conferir essa história promissora! É muito diferente!
    Adorei sua resenha, n sabia q haviam mais livros...
    Bjs
    http://acolecionadoradehistorias.blogspot.com

    ResponderExcluir
  15. Oi, Guilherme!
    Desde que comecei a ver toda a divulgação que estava girando em torno desse lançamento eu fiquei curiosa.
    A ideia é bem insana mesmo, mas nos deixa bastante interessado em saber como é desenvolvida.
    Com certeza é um livro que está indo para a minha lista de desejados.
    Beijos

    www.construindoestante.com || Curta a fanpage

    ResponderExcluir
  16. Oi, tudo bom?
    Ai esse livro tem tudo pra ser bom, mesmo que já esteja saturado o gênero. Pelo plano de fundo distópico, já quero ler.

    Abraço

    http://penelopeetelemaco.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  17. Nossa, esse livro parece ser muito bom, me chamou bastante a atenção essa resenha! Vou procurar para ler...

    Até mais.
    Math // de-livro-em-livro.blogspot.com

    ResponderExcluir
  18. ótima resenha e fiquei com vontade de conferir essa leitura RSrs
    Bjs
    http://eternamente-princesa.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  19. O seu já chegou? O meu ainda não hehe. Quando vi o teaser desse livro fiquei louca para ler ele. Ainda bem que sua resenha foi positiva pois estava com muito medo da história não corresponder a divulgação.

    Blog Prefácio

    ResponderExcluir
  20. Oi, Guilherme, tudo bem? Nessa matéria de distopia eu li no máximo 4 livros sobre, a maioria dos que estavam sendo lançados recentemente pareciam só cópias de cópias de cópias... Já esse livro pareceu uma ideia realmente 'nova' e me interessou muito isso de vender um filho pro governo. Os pais são mais frios nesse futuro? Achei também interessante o Lev, porque me pareceu que ele foi induzido a pensar que a fragmentação é o certo e por isso concorda (só supondo aqui). Dá pra fazer um monte de metáforas com o mundo real só a partir disso ahaha

    enquantotipico.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Edu! Realmente esse livro se destaca no genero por trazer uma proposta diferente. O Lev é realmente um caso a se estudar, infelizmente, devido ao que foi conduzido, ele acredita que a fragmentação é algo bom.
      Bjs!

      Excluir
  21. Oi! Tudo bem, guri?

    Eita! Acabei de ver uma postagem em outro blog sobre esse livro e agora me deparo com a sua resenha sobre ele. Acho que é um sinal divino para que adquira o meu exemplar. Só acho mesmo.

    E agora é oficial: preciso conhecer essa história. Mesmo tendo um ritmo oscilante como comentou e o autor não ter explorado muito a questão da distopia em si, gostei bastante da premissa e dos seus comentários. Parece ser uma leitura única!


    Um beijo,
    Doce Sabor dos Livros docesabordoslivros.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  22. Olá, Guilherme!
    Estou com esse livro aqui, será minha próxima leitura. (Estou terminando "Mentiras Que Confortam", também da parceria)
    Sua resenha me deixou muito mais curiosa/ansiosa para ler, pois eu não sabia muito o que esperar da história, da narrativa, dos personagens...

    Blog Entretanto

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom, Juliana! espero que goste da leitura! :)

      Excluir
  23. Oi Gui!

    Adoreeeei a resenha! Não tava colocando muita fé nesse livro. Seus comentários me deixaram curiosa e depois da sua resenha acabei ficando com muita vontade de ler.

    Beijos!

    Cintia
    http://www.theniceage.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  24. Olá, Guilherme.
    Acredita que acabei esquecendo de solicitar os livros deste mês da Nc?
    Fragmentados, parece um ótimo livro com temática distópica, gostei muito de sua opinião. E concordo com você, não acha a ideia tão louca, acredito que um dia podemos sim, viver algo próximo a isso, infelizmente.
    Até mais. http://realidadecaotica.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  25. Olá Guilherme, tudo bem?
    primeira resenha que leio desse livro e comecei com o pé direito pois adorei a resenha, a capa é muito interessante e me desperta interesse de conhecer mais da estória.
    espero ler em breve, beijos querido
    edna

    Dna Bookz / Fan page / Instagram  / Twitter

    ResponderExcluir
  26. A capa desse livro é muito linda D: eu estava com um pé atrás com relação à história, me pareceu brisado demais, mas depois da sua resenha até mudei de ideia e vou arriscar, se o autor soube retratar bem o mundo que criou é um ponto super positivo!

    xx Carol
    http://caverna-literaria.blogspot.com.br/
    Tem post novo sobre séries no blog, vem ver!

    ResponderExcluir
  27. Olá =D

    Estava super curiosa sobre este livro, e a sua resenha é a primeira que leio sobre ele.
    Já estava curiosa, agora quero ler o livro para ontem <3 Tem todos os elementos que gosto em livros do gênero! Adorei a dica.

    Beijos,
    Livy
    nomundodoslivros.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que legal Livy!, espero que goste dele =)

      Excluir
  28. Oie,
    estou com este livro em casa, mas ainda não iniciei a leitura. Parece ser bem legal. Pena que no meio fica um pouco parado

    bjos
    http://blog.vanessasueroz.com.br

    ResponderExcluir
  29. Oi Guilherme!
    Gostei muito do post, eu estava curiosa sobre esse livro e queria saber mais sobre ele.
    A temática é mesmo bem diferente, que pena que o autor ainda não abordou muito sobre o universo distópico que ele criou.
    Beijos,

    Priscilla
    http://infinitasvidas.wordpress.com

    ResponderExcluir
  30. Oie Guilherme =)

    Confesso que esse livro não me chamou muito a atenção. Eu adoro distopias, mas ultimamente sinto que elas são um tanto repetitivas.
    A sua é a primeira resenha que leio desse livro, e mesmo com todos os pontos positivos que você citou não me sinto lá muito animada para ler ele.
    Fico feliz que você tenha curtido a leitura, mas acho que esse vou deixar passar ^^

    Beijos;***

    Ane Reis.
    mydearlibrary | Livros, divagações e outras histórias...
    @mydearlibrary

    ResponderExcluir

Postar um comentário

DEIXE A SUA OPINIÃO!

Postagens mais visitadas deste blog

Sumiço, Mudanças + O Que ando lendo

Lembrança por Meg Cabot

Os Lançamentos de Julho | 2016