Inquebrável por Kami Garcia

Sinopse
"Kennedy Waters sempre achou que espíritos vingativos fossem coisa de cinema, até a morte de sua mãe. É quando os gêmeos Lockhart invadem sua casa para lhe livrar de um destino igual que descobre que o véu entre o mundo dos vivos e dos mortos é frágil. Ele deve ser protegido pelos caçadores de fantasmas da Legião da Pomba Negra, que atualmente só tem uma geração de jovens para lidar com seus inimigos, e da qual a mãe de Kennedy outrora fez parte. E agora os gêmeos devem convencê-la de que herdou o seu poder..."








Autor: Kami Garcia
Editora: Galera Record
Ano: 2014
Páginas: 288
Gênero: Fantasia
     

Depois de ter feito um enorme sucesso com a série Beautiful Creatures em co-autoria com Margaret Stohl, chegou a hora de Kami Garcia lançar seu primeiro livro solo. Inquebrável é o primeiro livro da trilogia e saiu no Brasil pela Galera Record.

Minha experiencia com Dezesseis Luas foi agradável, apesar dele ter sido de certa forma uma leitura muito arrastada, a sua composição e proposta me agradaram, sendo assim, estava bem curioso para poder ler esse novo livro da autora e poder ver seu trabalho por si só.

Inquebrável vai contar a história Kennedy, ela é uma adolescente normal (ou quase), mora com a mãe, tem sua melhor amiga, adora assistir filmes e é um desastre social. Além disso, ela tem uma memória fotográfica incrível.
Depois de ter uma experiencia extremamente esquisita com seu gato em uma noite em um cemitério, ela percebe tudo mudar. Sua mãe morre misteriosamente e ainda por cima dois irmãos gêmeos aparecem do completo nada para exterminar seu gatinho com o dizer de que ela faz parte de uma desconhecida legião e que precisa ir com eles para seu próprio bem.

Primeiramente, vamos respirar pois ainda não consegui fazer isso direito depois de ler esse livro.

Fantasia não é lá o meu gênero favorito mas é sempre legal acompanhar uma estória com esses elementos. Inquebrável fez algo muito notável, a autora conseguiu abordar vários mitos e sub-histórias sem deixar a leitura chata, os elementos que ela usa deixa leitor envolvido e aguçada para conhecer mais.

Kennedy foi uma grata surpresa para mim, consegui me relacionar muito bem com a personagem, gostei de sua personalidade, seu humor nato e sua forma de enxergar as coisas.
Porém, ao decorrer do texto ela foi mudando e se mostrando uma personagem muito diferente de quem eu estava me relacionando, fato esse me aborreceu.

“Ao afundar os pés descalços na terra úmida, tentei não pensar nos cadáveres enterrados sob mim.”

A frase acima é a primeira sentença do livro, já te prende de cara não é?
Em primeira pessoa, a escrita da autora é gostosa e leve, sem dizer que ela merece um premio por ser muito sucinta, apresenta vários personagens, muita ação, coisas acontecendo e tudo isso em poucas páginas. Acredite, o livro é fino mas quando você termina a sensação que fica é que você passou por toda uma viajem em apenas 288 páginas.


A edição da Galera está ótima, a capa é linda, a diagramação é organizada, fonte confortável e tem sempre um desenho acompanhando o texto, fazendo com que o leitor consiga visualizar a história de maneira mais visual ainda.

Como nem tudo são flores, algo me chateou muito durante a leitura. O romance. Ah, o romance. 
A autora peca em deixar de lado o enredo para trazer mais romance para as páginas, que muitas vezes saiu forçado. Um triangulo amoroso, ao qual não sei por que os autores ainda insistem, se forma e pode desagradar quem estava procurando uma fantasia mais direta. Eu particularmente não gostei muito mas vamos relevar.

Apesar do gênero estar batido e o romance não ser novidade, Inquebrável traz uma refrescada para quem curte uma boa fantasia urbana. Com uma narrativa leve e sucinta, sempre jogando novas descobertas em cima do leitor, Kami Garcia apresenta um livro sombrio, instigante, voraz e no ponto para ser devorado.

Comentários

  1. Oi
    não conhecia esse livro e nem li o outro livro que ela ajudou a escrever, e que bom que a leitura foi uma surpresa boa para você e que gostou, eu também não gosto muito quando os autores tentam forma um triangulo amoroso sendo que pode realmente ficar forçado e não agradar ao leitor, ando lendo resenhas que muitos estão achando triângulos amorosos em alguns livros forçados também.

    momentocrivelli.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  2. Gostei da resenha Guilherme. O livro me pareceu interessante, mas confesso que alguns aspectos dele me desagradaram. Abraço!

    www.newsnessa.com

    ResponderExcluir
  3. Oi Guilherme,
    gostei bastante da sua resenha, e uma coisa me chamou atenção, o fato de não ter gostado da introdução do romance na história. Acabei de ler "A Filha do Império", e é uma aventura por si só, cheia de intrigas e jogos de poder, no início procurei por instinto pelo romance e admito ter gostado de não encontrá-lo :D

    Bjs!
    Fadas Literárias

    ResponderExcluir
  4. Fiquei com vontade de ler, sua resenha é ótima.
    E sobre o que você disse do romance... concordo.
    Pra quê senhor? Quem na vida real fica 24 horas em um triângulo amoroso? Assim não dá.
    http://letrasfloresecores.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Oi, Guilherme! Tudo bem? Acho que tirando o romance (também não gosto quando os autores focam muito nele), o livro é ótimo! Essa capa é muito bacana e seus comentários me empolgaram. Espero ler "Inquebrável" em breve! :)

    Abraço

    http://tonylucasblog.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Amei Beautiful Creatures e PRECISO conferir Inquebrável. Mas, como tenho um gatinho, acho que ficaria muito aflita, pelo que você contou :(

    http://somaisumapaginamae.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Oii, tudo bem?
    Nunca li nenhuma aquisição dessa autora. Esse livro é intrigante. Gostei muito da sinopse dele e a resenha ficou ótima. Parabéns.
    Até mais.
    sonhardevaneios.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  8. Oi Guilherme, tudo bem?
    Só conheço o filme de Dezesseis Luas, mas todo mundo fala que é horrível perto do livro.
    Gostei da premissa de Inquebrável, sou fã de livros de fantasia e fiquei curiosa com os mistérios apresentados.
    Beijos,

    Priscilla
    http://infinitasvidas.wordpress.com

    ResponderExcluir
  9. Olá, Guilherme.
    Eu já tinha visto esse livro antes, mas essa é a primeira resenha que leio dele. Eu ainda não li nada da autora, então não sei o que esperar. Mas já fiquei com um pé atras. Odeio triângulos amorosos forçados para meio que querer dar um up na história. Acho que tem gêneros literários que não precisa colocar um romance no meio. A história já tem que falar por si só.

    Blog Prefácio

    ResponderExcluir
  10. Oi , Guilherme. Tudo bem?
    Eu não conhecia esse livro, mas sou um grande apreciador do gênero Fantasia. Acredito que este livro seja bom, em virtude dos seus comentários, e espero ter a oportunidade de lê-lo brevemente.
    Aliás, Parabéns pela resenha, achei todos os detalhes que sempre gosto de saber antes de ler um livro :) Muito bem detalhada :)

    Abraço!
    Tudo Online - tudoonlinevirtual.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  11. Amei a sua resenha! Nunca ouvi falar nesse livro, porém pela sua resenha fiquei inspirada!
    Amei seu blog, tô seguindo, http://literariooutono.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  12. OI Gui, uma resenha e tanto, como todas as outras que você faz. Fiquei curiosa em relação a leitura, o enredo do livro me atraiu bastante, mesmo contendo um pouquinho do clichê romântico.

    Beijos da Camila.
    http://cabinedeleitura1.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  13. Já vi esse livro por aí, mas nunca tinha parado para ler nada sobre ele!!
    Adorei a resenha!!

    Beijinhos :*
    Sankas Books

    ResponderExcluir
  14. Olá, não conhecia o livro!
    Parece ser bem interessante pela sua resenha. Achei a capa maravilhosa *o*

    http://blogexplicita.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Postar um comentário

DEIXE A SUA OPINIÃO!

Postagens mais visitadas deste blog

Sumiço, Mudanças + O Que ando lendo

Lembrança por Meg Cabot

Os Lançamentos de Julho | 2016