Garoto Encontra Garoto por David Levithan

Sinopse
"Nesta mais que uma comédia romântica, Paul estuda em uma escola nada convencional. Líderes de torcida andam de moto, a rainha do baile é uma quarterback drag-queen, e a aliança entre gays e héteros ajudou os garotos héteros a aprenderem a dançar. Paul conhece Noah, o cara dos seus sonhos, mas estraga tudo de forma espetacular. E agora precisa vencer alguns desafios antes de reconquistá-lo: ajudar seu melhor amigo a lidar com os pais ultrarreligiosos que desaprovam sua orientação sexual, lidar com o fato de a sua melhor amiga estar namorando o maior babaca da escola... E, enfim, acreditar no amor o bastante para recuperar Noah!"






Autor: David Levithan
Editora: Galera Record
Ano: 2014
Páginas: 304
Gênero: Jovem-Adulto
    

Depois de ter me encantado completamente pela narrativa do David Levithan em Will & Will e Todo Dia, estava muito ansioso para poder conhecer mais uma obra desse autor que rapidamente entrou para a minha lista de tenho-que-ler-tudo.

A proposta de Garoto Encontra Garoto é bem diferente, por aqui seguimos o Paul, ele vive em uma cidade bem diferente do convencional, por lá não existe preconceito e ser diferente é normal, o quarterback do time é uma drag queen, que também é a rainha do baile. Ou seja, a cidade é aparentemente perfeita, um lugar meio utópico mas que deixa as pessoas serem quem elas são.


O que sempre me fascinou no David foi a sua narrativa meio melancólica, emocional e envolvente, em Todo Dia isso é bem explicito e em Garoto Encontra Garoto isso não é diferente, David Levithan continua a encantar com uma escrita toda leve e deliciosa.


A problemática do livro pode parecer simples mas é bem complexa. Afinal, qual o limite da perfeição? por que não somos perfeitos? ainda mais, qual a definição de perfeito?.
O autor foi resolvendo e explicando isso de uma forma bem simples ao decorrer do texto, ele não bate demais na tecla nem deixa o assunto de lado, ela o aborda e o deixa para interpretação livre ao leitor.



Os dramas aos quais os personagens estão passando são típicos da adolescência, mas por aqui o autor vai abordar mais o lado da sexualidade, em todas as formas. Paul é todo bem resolvido mas tem um amigo que não é e nem por isso ele deixa de ser amigo dele, Paul tem uma relação ótima com os pais mas nem todo mundo tem. São essas pequenas coisas que o autor vai explorando e mostrando ao leitor que todo mundo tem uma vida bagunçada, mas nem sempre a culpa é sua, e nem sempre o mundo tem que ser como ele é.

Dentre todo o livro, além do romance, que é leve mas com seus dramas devo registrar, o que mais me tocou foi a amizade e a importância dela, o quão incrível é poder dividir momentos e experiencias com pessoas que realmente se importam com você e vice-versa.

Escrito de uma forma poética e feito sem pretensões de mudar o mundo, mesmo podendo mudar o seu, Garoto Encontra Garoto é um livro divertido, rápido de se ler, com uma ideia inusitada e que algum modo vai fazer você pensar sobre os seus preceitos de certo e errado.
Para quem quer começar a ler Levithan eu ainda indico Todo Dia, mas Garoto Encontra Garoto merece um espaço na sua lista de leitura. 

Comentários

  1. Poxa, já ouvi muita gente comentar sobre esse livro e principalmente sobre os livros do David Levithan em geral mas nunca parei realmente para prestar atenção na premissa de nenhum a não ser Todo dia.
    Mesmo me interessando por Todo dia ainda não o li e nem cheguei a adiciona-lo de fato a minha lista, não sei muito bem porque mas, admito que agr lendo sua resenha de Garoto Encontra Garoto senti muita vontade de ler esse livro que parece ser bem reflexivo.
    Abraço !
    Sorvete Literário

    ResponderExcluir
  2. Esse livro já foi bastante resenhado em outros blogs, amo o conteúdo dele <3

    http://comum-dois.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Sua resenha me passou segurança, mas não sei porque esse livro não me convence. Qualquer outro do Levithan me desperta, menos esse.
    Espero ler, quebrar essa implicância e gostar.

    Abraço.
    Diego blog Vida e letras
    www.blogvidaeletras.blogspot.com

    ResponderExcluir
  4. Oi Gui!
    Apesar de ter gostado bastante da narrativa de Levithan quando li Will & Will (as passagens dele me agradavam mais do que as do JG, diga-se de passagem), eu não tenho muito interesse em ler mais nada do autor. Não se se a temática ou exatamente qual o motivo, mas nunca senti a vontade a que você se refere. Que bem que o autor continua te agradando, né?
    Bjs*.*
    MaH

    O que disse, Alice?

    ResponderExcluir
  5. Uma cidade sem preconceitos!! Uau, adorei! Já tenho que ler. Eu nunca tinha li nada desse autor, mas tenho vários livros dele na minha listinha.
    Minha amiga leu Will e Will e está na mesma situação, querendo ler tudo dele! Haha
    Beijos!!
    Umlugarparaleresonhar.blogspot.com

    ResponderExcluir
  6. Olá, Guilherme!
    Eu nunca tinha parado para ler resenha alguma desse livro e pensei que autor trabalharia esse assunto de uma forma bem diferente da que você apresentou. Eu tenho curiosidade de ler Todo Dia, e ver que você curtiu a leitura me deixa bem mais curiosa.
    Abraço!
    apenasumaleitura.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  7. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  8. Olá, Guilherme!
    Já li várias resenhas desse livro, gostei da sua resenha. Mas ainda assim esse livro não consegue me prender :/

    Abraços!
    Tudo Online- tudoonlinevirtual.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  9. Oi, sempre quis ler esse livro, mas não sabia sobre o que falava, depois de ler a sua resenha, fiquei louco para ler, esse livro parece ser perfeito.

    lerparaesclarecer.blogspot.com *

    ResponderExcluir

Postar um comentário

DEIXE A SUA OPINIÃO!

Postagens mais visitadas deste blog

Sumiço, Mudanças + O Que ando lendo

Lembrança por Meg Cabot

Os Lançamentos de Julho | 2016